• Home
  • Segmentos
  • Fundamental I
  • 1º ao 5º ano -
    Características da Fase
  • O que e como se aprende
  • Currículo e Projetos
  • Avaliação

1º ao 5º ano - Características da Fase

No período do Fundamental I é possível perceber que uma nova etapa se instaura, a partir da maior abertura para a vida social e de um salto intelectual.

Nesta fase do desenvolvimento a aprendizagem da leitura e da escrita amplia o repertório funcional da criança, proporcionando o acesso ao conhecimento formal e historicamente construído pela humanidade. À medida que a escolaridade avança, a absorção e compreensão do mundo vai sendo aperfeiçoada e a criança vai fazendo associações com seus conhecimentos prévios, gradativamente apresentando uma maior capacidade de concentração e de raciocinar de forma lógica, a partir de vivências concretas que contemplem as habilidades de experimentar, classificar, comparar, refletir, deduzir e analisar. Este impulso da área cognitiva e maturacional caminha junto com o forte desejo de pertencer e entender as normas e padrões do contexto social em que estão inseridas, expandindo a forma de se relacionar, a partir da descentração do eu e da capacidade de se colocar no lugar do outro.

Paulatinamente adquire maior suportabilidade para as frustrações, a noção de justiça, de causa e consequência e a ideia de perseverança e recompensa a longo prazo. As brincadeiras ganham novos contornos e jogos coletivos são incorporados, assim como vai se delimitando o interesse por determinados grupos com afinidades similares. Começa a se instaurar a maior possibilidade de autonomia para determinados afazeres e o senso de responsabilidade, de cooperação e solidariedade, sendo importante que as atividades escolares estimulem essas aptidões, favorecendo a evolução do aprendizado global.


O que e como se aprende

Em nosso projeto pedagógico concebemos a educação como uma prática social, inserida em um contexto histórico, político e cultural. Os avanços tecnológicos, principalmente, do último século, especialmente aqueles relacionados ao acesso à informação, exigem uma escola dinâmica e criativa, que não se limite apenas à simples transmissão de informação e que se comprometa com a aprendizagem de cada um de seus alunos.

Um dos diferenciais do percurso da Educação Infantil para o Ensino Fundamental é, sem dúvida, a ampliação e sistematização dos conhecimentos expressos nas diferentes áreas de conhecimento. O trabalho a ser desenvolvido visa à adaptação dos alunos às demandas escolares mais complexas, assim como, à construção de novas competências. Outro aspecto importante, e que deve ser preservado no processo de ensino e aprendizagem, é a curiosidade em aprender, sendo este um objetivo permanente em nossa prática educativa.


Currículo e Projetos

O currículo é composto pelas seguintes áreas: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas. Entendendo que o estudante do 5º ano já constituiu uma maior autonomia para organizar seus instrumentos de estudo, optou-se, nesta etapa, pela regência compartilhada que se organiza da seguinte forma: um professor para a área de Língua Portuguesa e Ciências Humanas e outro para Matemática e Ciências da Natureza. Nas demais séries, a gestão do núcleo comum fica sob a responsabilidade de um professor.

Além disso, há disciplinas complementares que são ministradas pelos professores especializados. São elas: Educação Física, Música, Inglês, Mídias e Arte (Cênica e Plástica). Organizamos as propostas numa espiral, na qual os conceitos mais complexos são tratados, muitas vezes, em contextos diversos ao longo da trajetória escolar. Com isto, privilegia-se a compreensão e o aprofundamento do saber. Desta forma, para que as situações de aprendizagem sejam significativas, optou-se por uma Pedagogia de Projetos em que se procura dar sentido ao que se está aprendendo, favorecendo a relação com o maior número possível de vínculos entre os saberes e as leituras de mundo. Para que esta ampliação ocorra, a escola oferece, de acordo com o tema em curso, alguns Estudos de Campo, contemplando as diferentes áreas em esfera interdisciplinar.

A literatura, de forma geral, é o carro-chefe de nosso trabalho. Temos como princípio estimular o gosto pela leitura, de forma que o leitor se relacione com o texto e aprenda a manusear variados suportes de leitura e a identificar diversos tipos de narrativas. Para tanto, muitas são as estratégias utilizadas, como Ciranda Literária, empréstimos dos títulos da Biblioteca Central, da Biblioteca de Sala e a Hora do Conto.

Estimular o aprendizado através da pesquisa, dos recursos tecnológicos, da colaboração com o colega, do compartilhamento de conhecimento, da tomada de decisão de forma coletiva e cooperativa, aprendendo não só conceitos e fatos, mas principalmente a conviver são objetivos expressos neste tipo de metodologia. A tecnologia encontra-se inserida nas propostas de trabalho, de modo a favorecer a interação entre todos e o conhecimento a ser construído.


Avaliação

A avaliação proposta pelo CEI é baseada numa concepção de aprendizagem contínua e permanente. Para tal, os professores avaliam sistematicamente as produções realizadas pelos alunos, sendo o desempenho traduzido através dos conceitos. A formalização do processo avaliativo é feita em três momentos, correspondendo aos trimestres letivos e o aproveitamento do aluno expresso através dos conceitos A, B, C, D e E.

Proporcionamos também momentos de autoavaliação do aluno que têm como intenção promover uma reflexão e uma tomada de consciência do seu percurso, além de possibilitar o estabelecimento de novas metas para o próximo período.

Com o objetivo de auxiliar os que apresentam alguma dificuldade, temos as aulas do MAP (Melhoria do Aproveitamento Pedagógico), um espaço psicopedagógico oferecido pela escola no horário inverso da escolaridade e sem custo para as famílias. O trabalho se dá por módulos, nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática, com atividades complementares planejadas para favorecer a aprendizagem dos conteúdos nos quais os alunos apresentem defasagem.